Portal FIEP: Fertilizante de algas marinhas alavanca produção de milho

AlgenAgricultores brasileiros vêm o usando algas marinhas do tipo Lithothamnium no plantio de cereais e têm conseguido excelentes resultados. O fertilizante Algen Micron – que faz parte do portfólio da Oceana Minerals, empresa que extrai e beneficia a alga Lithothamnium do fundo do mar, transformando-a em produtos oferecidos ao mercado – foi utilizado em uma propriedade em Hidrolândia (GO). Neste exemplo, ao usarem o Algen em substituição ao fertilizante padrão da fazenda, conseguiram um aumento de 3 mil toneladas por hectare na produção de milho.

Os fertilizantes à base de algas marinhas têm em sua composição mais 70 nutrientes de rápida absorção, especialmente o cálcio e o magnésio, que proporcionam à lavoura nutrição e condicionamento químico e biológico do solo. As algas marinhas calcárias são conhecidas há mais de 200 anos, sendo bastante explorada nos últimos 30 anos por países da Europa e Ásia, para oferecer nutrição animal, vegetal e humana.

Segundo o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Oceana, Ricardo Macedo, a utilização do Algen Micron representa um novo salto tecnológico na busca de maiores produtividades. “Para que o produtor alcance novos incrementos de produção, é necessária a utilização de novas tecnologias. E os produtos da Oceana chegam para cobrir essa lacuna.”